Morreu José Saramago

Padrão

Hoje, 18 de Junho de 2010, morreu o poeta e escritor José Saramago, galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 1998.

A biblioteca da Escola Secundária de Lousada dedica-lhe uma singela homenagem com um dos seus poemas:

Passado, Presente, Futuro

Eu fui. Mas o que fui já me não lembra:
Mil camadas de pó disfarçam, véus,
Estes quarenta rostos desiguais.
Tão marcados de tempo e macaréus.

Eu sou. Mas o que sou tão pouco é:
Rã fugida do charco, que saltou,
E no salto que deu, quanto podia,
O ar dum outro mundo a rebentou.

Falta ver, se é que falta, o que serei:
Um rosto recomposto antes do fim,
Um canto de batráquio, mesmo rouco,
Uma vida que corra assim-assim.

José Saramago, in “Os Poemas Possíveis”


Anúncios

8 responses »

  1. …ele era…ele foi…ele é….ele será eterno na vida que corra assim-assim…

  2. A vida de Saramago não foi assim-assim… A sua presença, indelével. A sua obra, aplaudida ou criticada, não deixou ninguém indiferente. A literatura portuguesa perdeu um dos seus vultos. Todos nos sentimos mais pobres…

  3. Há tantos que ficam, que perduram na ignorância, no snobismo, no desejo de ser tudo, de ser douto, de ser a terra inteira e os céus, sem criar nada que preste… Há tantos que crescem na vaidade de escrever o que não interessa, entre jogos de palavras que aborrecem e recursos expressivos que apodrecem a verdade da escrita… E há Saramago, a excelência da palavra sentida, o poema que nunca está acabado, a crítica que abre ferida, mas que cura a cegueira de quem só olha a brancura podre do seu próprio umbigo. Saramago jamais partirá… Saramago erguer-se-á ao longo dos tempos, altivo, lúcido e justo, de qualquer livro que tenha escrito… Basta abri-lo e sentir nele o seu espírito e a sua capacidade inigualável de tornar vivas as palavras.

  4. Perdeu-se para grande desgosto do povo Português, um dos seus maiores escritores.
    Todos Nós iremos sentir a sua falta e recorda-lo para sempre….

  5. A última mensagem no blog de Saramago lamenta a falta de filosofia na sociedade.

    ” Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de reflexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma”.

    Sim , faz-nos falta, hoje, investir em valores humanistas, investir na cultura, na arte, na literatura…investir na filosofia. Só investindo nestes valores surgirão AS IDEIAS de que tanto precisamos.
    Hoje perdemos um grande pensador, um homem que teve sempre o arrojo de expressar as suas ideias enfrentando tudo e todos…..

    ESPERO que ,seguindo o seu exemplo e lendo a sua obra, encontremos melhor esse trabalho de PENSAR. O seu legado perdurará para sempre!!

  6. A voz que denunciou a hipocrisia que me embalou enquanto dormia foi-se embora…
    Essa voz que esteve sempre acordada…
    Não me importei nunca com tamanha mão que me fez dormir aquele sono profundo e displicente…
    O que quererá de mim a mão embaladora?
    As mãos embaladoras só querem que continuemos de olhos fechados…
    As mãos embaladoras embalam-nos para que não digamos nada…
    Sem vigilante, quem vigiará este sono ingénuo que continuarei a dormir?
    Devia acordar e vigiar outros sonos, mas de certo continuarei a dormir…
    De certo continuaremos a dormir…

  7. Todos nós iremos um dia…
    Pelo menos, o que em nós é matéria e, por isso mesmo, efémero e susceptível de decomposição…
    Tudo o resto, a essência, a obra, o que realmente importa… só morrerá quando quisermos e se permitirmos que tal aconteça.

    Até sempre, Saramago
    O que tu foste continuarás a ser porque deixaste a TUA MARCA! (cada qual fará com ela o que bem entender)

    E agora, para as lindas pessoas com quem tive o privilégio de trabalhar e que, também elas, deixaram a sua marca em mim (vocês sabem quem são), um beijinho muito especial.
    Continuem a dinamizar e a enaltecer a vossa escola, como sempre fizeram, aliás, e, acima de tudo, sejam felizes!

  8. “O Nobel de Saramago vem confirmar a urgência de um Ensaio sobre a Cegueira a quem ousa chamar Todos os Nomes ao Evangelho segundo Jesus Cristo.” – Prémio programa cultural Acontece da RTP2- melhor frase sobre a atribuição do Prémio Nobel da Literatura de 1998 a José Saramago.
    Tive o prazer de participar no concurso do Acontece e obter o respectivo prémio, uma homenagem simples a uma figura de grandeza ímpar nas Letras Portuguesas.
    Agora, na hora da sua morte, a frase afigura-se-me ainda plena de actualidade, face ao infeliz artigo de opinião publicado no “Observatório Romano” no dia seguinte à morte do escritor…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s