Category Archives: Apoio ao estudo

Obras adquiridas com os prémios do concurso “Ler Lousada 2017”

Padrão

Aqui se apresenta a lista das 36 obras adquiridas com a verba dos 2º e 3º prémios do concurso Ler Lousada 2017 e que passaram a fazer parte da biblioteca da E. B. Lousada Centro, aumentando o seu fundo documental.

Parabéns aos alunos!

  1. A cavalo no tempo, de Luísa Ducla Soares
  2. Contos e lendas de Portugal e do mundo, Adapt. de João Pedro Mésseder
  3. História breve da lua, de António Gedeão
  4. O limpa-palavras e outros poemas, de Álvaro Magalhães
  5. O meu pé de laranja lima, de José Mauro de Vasconcelos
  6. A ilha do tesouro, de Robert Louis Stevenson
  7. As naus de verde pinho, de Manuel Alegre
  8. Contos tradicionais do povo português, de Teófilo Braga
  9. Aquilo que os olhos vêem ou o adamastor, de Manuel António Pina
  10. A mulher que prendeu a chuva e outras histórias, de Teolinda Gersão
  11. O castelo de Faria e outras narrativas, de Alexandre Herculano
  12. A pirata, de Luísa Costa Gomes
  13. Vanessa vai à luta, de Luísa Costa Gomes
  14. Mensagem, de Fernando Pessoa
  15. Aldeia Nova, de Manuel da Fonseca
  16. A Odisseia de Homero adaptada para jovens, por Frederico Lourenço
  17. Os meus amores : contos e baladas, de Trindade Coelho
  18. Aventuras de João Sem Medo, de José Gomes Ferreira
  19. O alienista e outros contos, de Machado de Assis
  20. A substância do amor e outras crónicas, de José Eduardo Agualusa
  21. Mar me quer, de Mia Couto
  22. Contos de Grimm: uma seleção, dos Irmãos Grimm
  23. História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis de Sepúlveda
  24. As ilhas desconhecidas, de Raúl Brandão
  25. Os sonetos completos, de Antero de Quental
  26. Poemas de deus e do diabo, de José Régio
  27. Poemas escolhidos, de José de Almada Negreiros
  28. Sonetos, de Florbela Espanca
  29. Está nas tuas mãos: se um problema entrar na tua vida, não desistas de ser feliz, de Margarida Fonseca Santos
  30. Imaculada : retrato de uma família portuguesa, de Paula Lobato de Faria
  31. Poesias completas, de Alexandre O’Neill
  32. Poesia e teatro, de Sá de Miranda
  33. Primeiros poemas ; As mãos e os frutos ; Os amantes sem dinheiro, de Eugénio de Andrade
  34. As palavras interditas ; Até amanhã, de Eugénio de Andrade
  35. Livro de crónicas, de António Lobo Antunes
  36. Segundo livro de crónicas, de António Lobo Antunes
Anúncios

Comemoração do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

Padrão

No âmbito da comemoração do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, que este ano tem como lema “Ligando comunidades e culturas”, a Biblioteca da Escola Básica de Lousada Centro começou hoje a apresentar aos alunos do 2º ciclo dois livros do professor Eliseu Alves: “O meu livro dos descobrimentos” e “A minha história de Portugal”, pretendendo-se, com isso, ao mesmo tempo, dar valor à prata da casa, uma vez que Eliseu Alves é, há vários anos, docente nesta escola.

Os portugueses, na época dos descobrimentos, através das suas viagens pioneiras, ligaram todos os povos e regiões do mundo permitindo a todos o conhecimento mútuo até aí inexistente para muitos deles. Além disso, o estudo da história liga as comunidades do presente às do passado, facilitando o diálogo entre os membros de uma mesma comunidade e fomentando a noção de pertença a esse grupo.

Esta atividade irá prolongar-se até ao próximo dia 27, de forma a abarcar todas as turmas deste nível de ensino.

Dia Europeu das Línguas (DEL)

Padrão

Mais uma vez os professores do Departamento de Línguas, em colaboração com a Biblioteca da Secundária, tiveram a iniciativa de festejarem o Dia Europeu das Línguas (DEL), instituído no Ano Europeu das Línguas 2001 por iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, com o objetivo de celebrar e preservar a diversidade linguística como uma riqueza do património comum da Europa.

Este ano, a comemoração contou com uma exposição de cartazes, desenhos e trabalhos escritos pelos alunos de línguas estrangeiras, na entrada da escola, e ainda com a colaboração dos professores e alunos de Artes do ensino secundário.

Pretendeu-se sensibilizar a comunidade escolar para a diversidade cultural e linguística europeia e incentivar as pessoas a aprenderem línguas.

A todos:  Obrigada! Thank you! Merci beaucoup! ¡Gracias!

Guião de “visita de estudo” já foi aplicado

Padrão
As visitas de estudo promovem o desenvolvimento das relações interpessoais, de valores e atitudes de sociabilidade, cooperação, respeito e preservação do património histórico, cultural e natural e, ainda, estimulam o desenvolvimento das capacidades de observação, de pesquisa e de análise nos alunos.
A redação de relatórios é um trabalho que parece perfeitamente adequado e legítimo na sequência das visitas de estudo. Mas a sua realização pode também ser solicitada a partir das próprias aulas, uma vez que pode ser apresentado e elaborado a partir de uma sequência de aulas em que foi tratada determinada matéria ou abordado determinado tema.
A nossa equipa da Biblioteca já aplicou o guião (elaborado a partir do Modelo Big6) “Como fazer um relatório de visita estudo?” a todos os alunos do 4.º ano, envolvidos no projeto “O que as pedras nos contam”, em parceria com a Rota do Românico do Vale do Sousa.

“LIFE” – a ciência da Biologia

Padrão

Doação do Departamento de CNaturais

A edição do livro LIFE ensina conceitos fundamentais do mundo da Ciência e mostra pesquisas significativas que dão resposta às mudanças no ensino da Biologia…

A Biblioteca da Escola Secundária agradece aos professores do Departamento de Ciências Naturais a gentil oferta deste livro.

Como fazer um relatório de uma visita de estudo?

Padrão

 

logo visita estudo

Nesta terceira fase do projeto da Biblioteca, em parceria com a Rota do Românico do Vale do Sousa : “O que as pedras nos contam”, deu-se já início à aplicação de um conjunto de guiões de Literacia da Informação, previamente testados e intitulados: “Aprende a estudar” que funcionarão como instrumentos de apoio a aprendizagens variadas.

Ao longo desta semana, já está a ser aplicado o »»» Guião: Como fazer um relatório de uma visita de estudo? a todos os alunos do 4.º ano do nosso agrupamento.

Ao que parece, um sucesso!

A biblioteca… o rumo da escola… o futuro dos alunos.

Padrão

Recursos-em-linha

Já ninguém duvida que a biblioteca da escola tem vindo a contribuir para a boa aprendizagem e domínio da leitura, qualquer que seja o seu suporte. Mas  ela também é o espaço privilegiado para a promoção de estratégias e atividades de forte aproximação ao currículo de qualquer disciplina, que também vem facilitando o apoio na pesquisa e na seleção de materiais de apoio aos trabalhos que o professor vai solicitando, nos próprios métodos de estudo e, obviamente, na aquisição de conhecimentos.

A biblioteca assume-se, assim, na escola, como o espaço nuclear para o trabalho sobre a pesquisa da informação. As práticas de literacia da informação pretendem dotar os alunos de conhecimentos que os capacitem para o acesso, produção e uso crítico da informação e para uma comunicação eficaz e responsável. Cada vez mais os alunos procuram, junto dos professores bibliotecários e dos assistentes operacionais das bibliotecas,  ajuda no acesso a recursos diversificados e de desenvolvimento desta literacia da informação: o que procurar? onde procurar? como? E depois: o que fazer com tudo isso? copiar e colar? fazer uma seleção? como apresentar? resumir?

As tecnologias, as ferramentas e os ambientes que permitem o acesso, o tratamento e a comunicação da informação, revolucionaram a maneira como os alunos percecionam a realidade, como aprendem, como produzem o conhecimento e como se podem relacionar com ele. Não é fácil!

Portanto, no que diz respeito à disseminação de boas práticas no âmbito desta literacia da informação, a equipa desta Biblioteca preparou um conjunto de guiões, intitulados “Aprende a estudar”, que funcionarão como instrumentos de apoio a aprendizagens variadas:  1. fazer um trabalho individual, 2. apresentar a bibliografia desse trabalho, 3. fazer um resumo, 4. elaborar um relatório de uma visita de estudo, 5. elaborar fichas de leitura.

Deste modo, a relação entre a literacia da informação e a Biblioteca Escolar tem levado esta equipa a repensar a importância da disponibilização dessas ferramentas de apoio à aquisição do conhecimento, a todos os alunos do agrupamento. Para isso, propôs-se desenvolver o projeto: “O que as pedras nos contam” que contemplasse uma série de atividades passíveis de articular os serviços educativos da Rota do Românico do Vale do Sousa, os alunos do pré-escolar, do 4.º, do 5.º, do 7.º e do 10.º ano de Artes e os seus professores. Considera, esta equipa, que o contexto local e a sua cultura devem coexistir e ser parte integrante do currículo nacional, através de processos de ensino e de aprendizagem dinâmicos e contínuos em função das características e das necessidades dos alunos deste Agrupamento de Escolas de Lousada.

Pretende-se que os alunos aprendam de forma articulada, primeiro, em contexto de sala de aula e, posteriormente, de forma autónoma e criativa ao longo da vida.

E, claro, aprender mais sobre a sua terra, as suas gentes, o seu património…

A Coordenadora da Biblioteca Escolar, Graça Maria Pinto Coelho

“Articulação curricular – organização do ensino/aprendizagem de forma integrada, em termos verticais (entre níveis/ciclos) e horizontais (entre disciplinas/áreas curriculares ou entre estas e outros saberes não disciplinares ou transversais), implicando a ligação entre diferentes atores (docentes, professor‑bibliotecário, técnicos, …) e estruturas (estabelecimentos, salas de aula, biblioteca escolar, …).”
in, Referencial “Aprender com a Biblioteca Escolar”