Category Archives: Criatividade

Os nossos alunos são solidários!

Padrão

Já chegou a nova edição das Histórias da Ajudaris’18.

Foram 72 os estabelecimentos de Ensino Solidários participantes e 80 os artistas solidários.

O nosso Agrupamento de Escolas de Lousada, mais uma vez participou no Volume I, com textos de cerca de 80 crianças|alunos autores dos Jardins de Infância de Boavista/Silvares, Boim, Ordem, Cristelos e Pias que, com a orientação dos seus educadores|professores, se tornaram verdadeiros escritores de histórias de encantar. Desta vez, o tema foi a NATUREZA.

Este ano também, para além do contributo das histórias escritas e publicadas no Volume I, sete delas foram ilustradas pelo professor solidário, Alexandre Ribeiro e seis seus alunos de Artes Visuais do 10.º e do 12.º ano. A receita destes livros reverterá para ajudar crianças e famílias carenciadas.

Esta atividade é desenvolvida através de uma parceria entre aquela instituição e a Biblioteca Escolar e já vai no terceiro ano consecutivo!

Anúncios

Concurso de Leitura Natal | ESL

Padrão

Mais uma vez a biblioteca da Escola Secundária vai realizar o habitual CONCURSO de LEITURA de Natal.

Esta atividade é dinamizada pela coordenadora da biblioteca, professora Graça Coelho, em articulação com  os professores de Português. Aqui ficam os critérios de avaliação a considerar pelo júri:

  1. Respeito pela pontuação;
  2. Audibilidade;
  3. Modulação da voz;
  4. Graciosidade;
  5. Postura/Gesto.

FAZ A TUA INSCRIÇÃO NO BALCÃO DA BIBLIOTECA OU JUNTO DO TEU PROFESSOR DE PORTUGUÊS E GANHA PRÉMIOS!

Potenciar o “Capital Humano” dos alunos…

Padrão

As escolas estão a formar os profissionais do futuro. Quais são os grandes desafios na qualificação dos jovens?

As crianças e os jovens de hoje vão viver num mundo que ainda nos é difícil de imaginar. Há visões distintas, mais ou menos otimistas, que parecem convergir no seguinte: temos de ensinar os jovens a lidar com a mudança acelerada, com a incerteza e com a diversidade; a gerir tensões e dilemas, enfim, a saber encontrar o seu lugar no mundo. Vivemos num tempo muito marcado pela mudança rápida – a que alguns já designam por quarta revolução industrial – alimentada pela robotização e pelo crescimento exponencial da inteligência artificial. (…) As máquinas vão substituir-nos nas tarefas rotineiras e essa é uma oportunidade para especializar os humanos no que é humano. Pode tratar-se de uma relação dinâmica e simbiótica. Quase todas as características que fazem de nós humanos não serão automatizadas nas próximas décadas: a criatividade, as emoções, o pensamento crítico e a capacidade para transferir e aplicar conhecimento em novas situações. É aí que temos de investir, ao longo de toda a vida…

Ler o artigo integral em “Expresso” »»»»

12.ºRS confeccionaram bolachas “científicas”

Padrão

O impensável aconteceu!…

Os alunos do 12.º ano, do Curso Profissional de Restauração, associaram-se à comemoração do Dia da Cultura Científica e Tecnológica, na Escola Secundária, e confeccioram bolachas e doces “científicos”, receita especialmente criada para este evento com muito carinho. O resultado só podia ser extraordinário, como se pode ver pelas fotografias. Criaram estrelas, cometas, planetas, sóis e luas docinhas…

Os nossos alunos do 12.ºRS estão de Parabéns!

Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Padrão

Porque se comemora a 25 de novembro o dia contra a violência de género?  A cada dez minutos uma mulher é assassinada por um homem que é ou já foi seu companheiro. São dados como este que levaram a ONU a declarar o 25 de novembro como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, mas a história desta data vem de trás: desde os anos 80 que a América Latina assinala a morte de três irmãs dominicanas, ativistas assassinadas por ordem do ditador Rafael Trujillo.

Ler + »»»»

Hoje, os alunos do 12.º H e a sua professora, Graça Solha, de Antropologia, assinalaram esta efeméride com uma instalação de sapatos pintados de cor vermelha e textos alusivos na entrada da Escola Secundária, onde todos os alunos se poderão deparar com esta realidade e, sobre ela, refletir…

A escola deve ser transformadora de comportamentos, promovendo o conhecimento do sistema democrático, estimulando a participação cívica e política, permitindo que uma tão importante área de formação, chave para a erradicação ou minimização de um conjunto de problemas sociais, contribuindo para uma democracia mais consolidada e para um Portugal mais desenvolvido.

Escritora Pat R apresenta livro para alunos de Artes e de Literatura

Padrão

A escritora Pat R (Patrícia Ribeiro) apresentou o seu último livro “Os homens nunca saberão nada disto” para os alunos do ensino secundário de Artes Visuais  e de Literatura.

Numa ejaculação, há entre 200 a 400 milhões de espermatozóides. Primavera de 1969: Ian, um guitarrista imerso no ocultismo e nas canções dos Led Zeppelin, está destroçado porque foi abandonado pela sua namorada. Numa rotina cinzenta e solitária, conhece Jeannette, uma sonhadora fascinada pelas línguas mortas.

   Ler+ aqui»»»»»»

VII Jornadas da RBL: “Património, memórias de nós”

Padrão

“Património   memórias de nós”

Decorreu, nos passados dias 26 e 27 – sexta e sábado – no Auditório Municipal de Lousada, a 7.ª edição das Jornadas da Rede de Bibliotecas de Lousada. Na sessão de abertura, e na presença da Dra. Teresa Calçada e do Presidente da Câmara, foi feita a assinatura do Acordo de Parceria entre o Plano de Leitura 2027 e o Município de Lousada.

O final da manhã contou com a apresentação de um excerto do espetáculo Fado, pela Jangada teatro.
Durante a tarde houve uma sessão de formação com Lurdes Mata, a que se seguiu o tema “Gastronomia também é Património” com a jornalista Teresa Conceição.
No final da tarde do primeiro dia de trabalhos foram conhecidas as Boas Práticas em Rede.

O nosso Agrupamento apresentou um painel sobre o tema: Património literário e arquitectónico, desenvolvido ao longo dos últimos dois anos letivos nas sete escolas, a partir do referencial “Aprender com a Biblioteca Escolar”, em que estiveram presentes a coordenadora da biblioteca do nosso agrupamento, Graça Coelho, e a professora bibliotecária Emília Oliveira. Nesse painel as bibliotecárias apresentaram os dois livros quase publicados: um, uma antologia de textos dos alunos vencedores nos 11 anos consecutivos do Concurso Álvaro Feijó, e outro, “O que as pedras nos contam”, resultado de uma parceria com o Serviço Educativo da Rota do Românico, ali também representado pelo Dr. Joaquim Costa, seu Técnico Superior.

No segundo dia a abertura dos trabalhos esteve a cargo de  Deana Barroqueiro e o tema “Lousada, o Românico e a História”. No final da manhã, Rui Vieira Nery falou sobre “A música enquanto reinvenção do Património”.

De tarde abordou-se o tema “As Manualidades enquanto Património”, com Susana Sauvarin e Francisco Laranjo, e “Como se protege um Património como a Língua” que contou com as intervenções de Edite Estrela e Nuno Camarneiro.

O final dos trabalhos teve a atuação do Rancho Folclórico da Associação Cultural e Recreativa Senhora Aparecida.